De uma forma simplificada, pé direito na arquitetura é a distância do piso até o teto. Em geral, essa altura do pé direito é de 2,80m, mas ela pode variar de altura e chegar a alcançar até 6 metros.

Esse recurso arquitetônico, permite uma sensação de amplitude ao espaço, podendo aliado a outros recursos, possibilitar um ambiente muito mais arejado e confortável termicamente.

Existe a possibilidade de deixar apenas um ambiente da casa com pé – direito duplo, tanto em casas térreas, quanto com mais de um pavimento. Neste espaço é possível trabalhar com revestimentos, painéis, obras de arte e iluminação de uma forma diferente, já que a altura é maior, trazendo aconchego ao espaço.

O pé direito alto

A sala de estar é justamente um dos ambientes que podem ter um design mais sofisticado, e uma das formas de conseguir isso é com a construção de um pé-direito mais alto. Com alturas que podem variar entre 3 e 5 metros, estes ambientes tendem a ser mais frescos, agradáveis e com permanência convidativa.

É preciso ter cuidado para que haja um excelente equilíbrio entre iluminação, móveis e acessórios utilizados na decoração destes ambientes para que este não se torne frio e pouco aconchegante.

O pé direito duplo

Esta dimensão é ainda maior do que o pé-direito alto, pois o pé direito duplo é duas vezes a altura de um pavimento. O pé-direito duplo corresponde à somatória da altura do pavimento inferior à do superior, tudo em um só ambiente. Portanto, facilmente – acrescentando forro de gesso e espessura da laje – o pé direito duplo alcança uma medida de 6 metros. Os cuidados com iluminação e decoração comentados no item sobre pé direito alto são super válidos também para o pé direito duplo.

Veja abaixo algumas inspirações